Costa Rica

“Eu tive que mandar uma carta pro meu pai, e no envelope escrevi – a cinquenta metros da igreja em direção norte, vira a esquerda para o oeste, casa de portão cinza”. Mais ou menos a mesma coisa para se pegar um ônibus, não tem um ponto. Foi assim que Costa Rica, que até então pra mim era apenas um nome, foi ganhando contorno nas palavras do professor. Tem terremotos? Sim, muitos, e quando ele falou aquilo ficamos com medo. “Mas aí você fica torcendo pra ficar mais forte, porque você é liberado do trabalho e volta mais cedo pra casa”. Talvez por isso não seja um país de grandes avenidas e construções. Mas quem se importa com isso sendo que “a nossa universidade está entre vigésima primeira em qualidade de toda América Latina, o índice educacional é muito alto”. Aí é pra abusar do meu coraçãozinho romântico – características de cidades pequenas e top em educação? “Por isso muitas empresas de tecnologia tem se instalado lá”. E tem o turismo, claro. Praias maravilhosas, de um lado banhadas pelo Pacífico e de outro o mar do Caribe. Vulcões, florestas, animais. E nos mostra perto de qual vulcão ele mora, que praias gosta, quais não gosta, as músicas, como surgiram esses boleros que dançam juntinhos em três. Não deve ser o máximo você poder conhecer todo o seu país? Pra nós é praticamente impossível.

 

Passei boa parte da vida imune ao desejo de sair do Brasil. Acho que a culpa era dos destinos que as pessoas buscam, do que elas queriam. Ir para os Estados Unidos virar faxineira não me atrai, sofrer preconceito na Europa também não. Não os considero tão importantes assim… O sentimento que eu tenho é que estamos aqui, no olho do furacão, e tem muito paraíso perdido por aí. Países pequenos, latinos, lugares de vida boa e tranquila.
Anúncios

Pessoas diferentes

O meu Yahoo é em espanhol, da Espanha. Quase todos os dias, quando o abro, vejo isto:

Isso é revoltante, não acham? Aos latinos que tentam cruzar as fronteiras, eles oferecem cães, grandes, tiros e perseguições; ao cidadão espanhol, la lotería de la Green Card. Gente não é tudo gente? Por que a oportunidade de viver e trabalhar nos EUA é banal para o europeu e ilegal para o latino? :X