Prazo

2202

Eu não queria ser atendida por ele, mas já que estava lá, tinha que inventar alguma demanda. Ele estava sentado num banco baixo, sem sapato e uma vela acesa enfiada entre os dedos do pé. Me envolveu com a sua capa, disse uma oração e perguntou o que eu queria.

-Eu estou esperando uma resposta. Foi uma carta que mandei no começo do ano.

Falei assim, carta, primeiro que é pra não dar muita pista e depois porque entidades não costumam entender os novos termos. Pois é, a gente duvida de um lado e acredita de outro.

Ele me deu papel e caneta, pediu pra eu escrever o meu nome. Olhou para o papel, soprou nele, passou numa vela, olhou. Tive esperança que ali ele me dissesse algo chocante, uma previsão, um tudo-vai-dar-certo.

-Em sete luas eu…

Fiz um cálculo rápido. Cada fase da lua dura uma semana, então sete luas cairiam em…

-Tudo isso???

Olha, pós-vida de exu também não é fácil.

Anúncios

Um sonho bastante vívido

tumblr_npg30hovev1rclpdvo1_500

Tive esse sonho há dez anos. Sei bem porque na época eu estava fazendo balé e a cena teria acontecido bem na rua da escola. É uma rua perigosa no centro da cidade, com bares e prostitutas. No sonho ela estava vazia, como se o dia estivesse nascendo. Estou perto da escola e na outra ponta da rua, andando em minha direção, vejo um homem de terno branco e chapéu. Ele vem com um passo suave e ele é muito elegante e bonito. Só que quando o olho dentro dos seus olhos negros, o que chama a minha atenção é a tristeza profunda que há dentro deles. Era uma tristeza tão grande que me atravessa e não consigo imaginar em que dor é capaz de machucar tanto. Ele continua andando e, à medida que se aproxima, percebo que sua pele é muito fina, tão fina que na verdade é transparente. Mais de perto, ele é apenas uma esqueleto com o paletó flutuando. Ele vai chegando tão perto de mim que seu rosto cola no meu, e quando vai me atravessar eu sinto uma mão na minha coxa. Era a do meu marido, dormindo ao meu lado, e acordo num susto.