Algodão

Se me permitem um pequeno momento jabá, vocês não sabem o que perdem por não terem encomendado correndo, até acabar todo estoque, esta almofada de cachorro. Ela é feita com a parte macia do moletom virada pra fora, pra ficar ainda mais gostosa. Tamanho e textura ideal para abraçar na hora de dormir. Um dia me enfezo, mando a Suzi tirar do site e faço uma matilha inteira pra colocar na minha cama.
.oOo.
Minha mãe sempre dizia: algodão. Copiei uns moldes antigos e lá dizia: algodão. Ginecologistas sempre dizem: algodão. Eu queria ser adulta e mulher casada moderna, e no início só comprava de lycra. Não me fez bem e fui obrigada a me desfazer. Hoje uso algodão com a consciência limpa, nada como não ter que impressionar ninguém. Se bem que no vestiário feminino, com aquele festival de lingeries, sempre me sinto a mais pobrinha. Se bem que a culpa nem é disso.
.oOo.
Comprei um kit e fiz uma ovelhinha negra pra mim, coisa mais fofa. Ela tem perninhas de canela e é feita com uma lã especial, toda cheia de gominhos, igual de bicho de verdade. Está na cabeceira da minha cama. Patchwork é uma coisa tão linda que dá vontade de ter pela casa inteira, e viver numa grande casa de bonecas.
.oOo.
Com a cabeça cheia de grampos, uso meu pijaminha confortável, como bolo de caneca e me estendo no sofá diante da TV, que preguiçosamente está quase sempre na Globo, por causa da novela. A bagunça na sala é de costura, a louça na pia é sempre pouquinha. Eu tinha uma festa, eu tinha um outro programa, eu tenho um amigo que já me ofereceu o consolo que eu precisar. Mas estou em casa, sentindo a delícia do cheiro do meu próprio sabonete e a maciez do meu próprio roupão de oncinha.
Anúncios

Nota sobre levar bolo

É assim: você convida a pessoa com uma semana de antecedência, faz faxinão na casa, compra um monte de coisinhas gostosas pra servir. Chega no dia, a pessoa arranja churrasco de última hora na casa do namorado e avisa que vai atrasar uma hora. As horas passam e pelo passar das horas você conclui que ela não vem. Legal, né? Tem também a versão: você convida combina com a pessoa pra jogar War e todos aqueles itens de faxina e coisas gostosas. No dia a pessoa não tem a chave de casa, aparece em outro local com atraso, vai comprar o War de última hora no shopping, pra chegar lá e descobrir que aqui o jogo custa mais caro do que no nordeste (!) e decide dar a volta e não te visitar mais.

Ah, preciso falar mais alguma coisa? :X