Verdadeiramente de repente

14515063-london-uk-13-june-2012-napoli-italy-marked-with-red-pushpin-on-europe-map-stock-photo

Posso lhe fazer uma observação? Você sempre usa verdadeira ou verdadeiramente, tanto falando quanto escrevendo. Ou então dizer: de repente. Mas desde quando as pessoas falam verdadeiramente e desde quando as coisas acontecem de repente? Você sabe melhor do que eu que tudo é uma grande confusão, que uma coisa acontece depois de outra e de mais outra. Eu não faço mais nada verdadeiramente, Lenu. E aprendi a prestar atenção às coisas, só os idiotas acreditam que elas acontecem de repente.

Elena Ferrante/ História de quem foge e de quem fica

Às vezes acho Elena Ferrante horrível. Sai voando sobre os fatos, poucas passagens dignas de recitar, irregularidades, uma constrangedora revelação biográfica. E a protagonista me dá nos nervos pela sua insistência obsessiva sobre a amiga de infância. Mas cá estou, largada de todo resto, sufocada e rendida pela série Napolitana.  Ao lado da crocs, é algo que se alguém me mostrasse e perguntasse sobre o potencial, eu diria: esquece, ninguém vai querer perder tempo com isso!

Anúncios