O macarrão que emagrece

Parecia bom demais pra ser verdade. E era mesmo.

 

Quando comecei a fazer a Dukan, descobri através do site que existe um macarrão de caloria negativa, ou seja, ele emagrece. Podem pesquisar por aí, o nome do macarrão é konnyaku. Em resumo, ele é feito de uma alga oriental de difícil digestão, então o organismo gasta mais calorias para digerir do que ele fornece. Colocando um molhinho sugo e acompanhamentos bem leves, dava pra comer como se não comesse. Melhor ainda: era permitido na fase de proteína pura. Acho que eu não comia massa há um mês, aquilo me soava como o paraíso. Quer coisa melhor? Eu fui atrás.

 

Aí começaram as estranhezas. Fui no mercado municipal durante uns dois fins de semana. Eu encontrei o macarrão, muito conhecido pelos japoneses. Todos me falaram basicamente a mesma coisa: tem em bloco e em forma de macarrão, aqui está, leve pra você. Ele cheira estranho mas é assim mesmo, ele não está estragado. E se você aguentar o cheiro, volte aqui e compre mais. Uma amiga minha disse a mesma coisa, que não tinha conseguido aderir por causa do cheiro. Comprei uma semana, comprei outra, e achei neutro, não tinha cheiro de nada. Que bom, todo mundo com problema com o cheiro e eu não tinha. Ia passar o resto da vida comendo macarrão que emagrece.

 

Até que eu fui no municipal e naquele dia não tinha em formato de macarrão. Acho que compraram tudo para as festas de fim de ano, não sei. Sobraram apenas os blocos. Os blocos eram exatamente a mesma coisa, só que não estavam cortados em forma de macarrão. Se eu já tinha comido tantas vezes e não estranhei o cheiro, que mal tinha? Comprei o bloco bem feliz.

 

Quando voltei pra casa e comecei a cortar, senti o tal do cheiro. Não era um cheiro estranho, era um cheiro familiar, orgânico… até que me dei conta que o cheiro parecia muito o de carne crua. Imaginem, um macarrão com cheiro de carne crua. Pior ainda se pensarmos que eu não como carne vermelha há décadas. Fui em frente, cortei e fiz o macarrão. Só que na hora de comer… Aquele cheiro tinha impregnado o macarrão, as minhas mãos, a minha narina. Comecei a ficar com tanto nojo…

Agora, macarrão pra mim é só o do convencional, o gostoso, o que engorda.

Anúncios