Torcedores e fãs

Sou incapaz de torcer. Já tentei sinceramente torcer pra times de futebol e não consigo. Dá muito trabalho. Como se não bastasse acompanhar o time da gente, tem que torcer contra o adversário clássico, acompanhar todo campeonato pra saber a colocação dos outros e torcer contra todos os que estão na frente. Horas e horas na frente da TV pra ver os jogos e programas esportivos; discussões estressantes sobre o desempenho de jogadores, esquemas táticos, arbitragem. Não tenho empenho pra tudo isso. Violência contra torcidas rivais é de uma irracionalidade sem tamanho: são todos times, quer que nenhum outro time exista?Na Copa, já tentei torcer para o Brasil (e contra o Brasil). Hoje, torço pra ele ir bem longe porque gosto do clima festivo da cidade. Mas quando perdemos, meu humor não se altera em nada.

Na mesma linha, sou incapaz de ser fã. O mais próximo que cheguei disso foi com o New Kids on the Block – eu comprei um disco, tinha um album e consumia o que meu curto dinheirinho me permitia sobre eles. Quando o John e os outros saíram da mídia, os esqueci. Mesmo naquela época, não seria capaz de dormir na frente de hotel ou não querer lavar o braço por causa de autógrafo. Tatuagem, nem pensar! Admiro algumas pessoas por coisas bem feitas nas suas profissões, mas nunca a ponto de a considerar diferente de mim ou de qualquer outro ser humano. Na época do show da Madonna, quis matar quase todos os meus amigos, que agiam como se uma deusa estivesse vindo pra cá. De maneira semelhante, não conseguiria achar bom que alguém fosse meu fã. Não consigo levar à sério, acho que ninguém deve ser idealizado dessa maneira. Considero fã a exarcebação daquela frase (da qual eu discordo) sobre responsabilidade e cativação, do Saint-Exupéry.

Coração de pedra, vocês diriam. Unido ao fato de que gosto de música erudita, poderia ser vilã de filme B. O problema é que também não me dou ao trabalho de odiar alguém…

8 comentários sobre “Torcedores e fãs

  1. Realmente o fanatismo seja ele de que for é ao meu ver nocivo. É tipo aquele pessoal que vai para um show e fica tão focado em registrar tudo com fotos e filmagens que não se deixa envolver pela música ou pela performance do artista.

    Curtir

  2. If you have to ask, You`ll never know, disse Louis Armstrong sobre pessoas que lhe perguntavam o que era jazz. Futebol não dá trabalho nenhum. Se eu fosse para a Finlândia agora, escolheria um time em 30 minutos…

    É olhar para o campo e achar bonito, se interessar naturalmente. You`ll never know.

    Curtir

  3. Bom fui fã aos 13 anospelo sócrtaes do futebol.

    Estava eu e umaamiga no show do Fagner(Kd ele????) e ele apareceu do ladinho da gente,

    Minha amiga cara de pau e dedicada foi lá e pediu um autografo pra mim,
    ela fezo seguinte comentario qdo chegou perto dele: Nossa vc éalto hein? E eu do lado “rachei o bico”.

    Socrates nem levantou os olhos pra gente, entregou o papel assinado e foi embora.

    Nunca mais fui fã de alguem. Fui no show do Michel Jackson, fiquei na fila 8 horas antes, assisti e vi ele depeetinho, não soltei gritinho.

    Na saida fui assaltada, o assaltante olhou para o meu tenis pisoteado, enlamaçado e molhado. Desistiu e foi embora.

    Curtir

  4. Eu fui fão do menudo e desmaei qd o carro que mos levava para o show deles parou ao lado do onibus dos ditos-cujos. Hj fiquei blase demais. To precisando de idolos por estes dias. Abracinhos carinhosos.

    Curtir

Os comentários estão desativados.