Meme das irritações

Ninguém me passou esse. Estava procurando um meme e a primeira coisa interessante que achei no Google foi esta. Nem li direito porque me identifiquei tanto com as coisas que irritam o Bruno Melo que calhava de eu repetir o post dele. Então vamos lá, o meme é “Escreva sobre 5 besteiras que te irritam“. Só cinco?

1. Na blogosfera: analfabetos funcionais

É foda: eu penso num tema, reflito sobre ele, lapido até ficar numa forma interessante de ler. Aí vem alguém do além, não lê direito o que eu escrevo e se dá ao direito de meter o pau. Por isso que os comentários são moderados. Criticar tudo bem, mas vamos concordar que a crítica deve ter alguma coisa a ver com que é dito no texto? Coincidência ou não, esses analfabetos funcionais adoram anonimato e miguxês.

2. No restaurante: quem se serve como se estivesse na Cerimônia do Chá

Todo mundo que come em buffet já passou por isso. Você com fome e com pressa (porque estar com pressa já é um estado de espírito num buffet) e alguém na sua frente resolve contemplar a comida. Olha as inúmeras opções, reflete, respira… enquanto a fila se avoluma. Aí na hora de se servir, faz questão de pegar 367873 grãos. Nem a mais, nem a menos. Pra isso, se serve de infinitas colheradas e chega até a devolver comida.

Essa é a versão pessoa-chata-na-sua-frente. Na versão pessoa-chata-que-está-atrás, eu me irrito com aquela pessoa que não se serve de nada e fica atrapalhando você. Aí a gente se serve correndo, achando que a pessoa quer justamente aquilo que estamos nos servindo. Só depois você percebe que o mané só queria aquilo que estava láááááá no fim do buffet. Então por que não deu a volta de uma vez???

3. Na filosofia de vida: vegetarianos radicais

Pra esse tipo de gente, não basta não comer carne: tem que encher o saco de todo mundo que come. Eles fazem cara de horror e discursam cada vez que alguém cita um bife. Todos os males do mundo se resumiriam ao fato de comer ou não carne; há poucos dias eu ouvi que o potencial da humanidade é viver 150 anos e não chegamos a esse número pura e simplesmente porque comemos carne. Isso sem falar que tudo é comparável a carne – ai do carnívoro que reclamar de guerra, violência ou espancamento de cachorro perto de um vegetariano. Ele logo será tachado de alguém tão violento quanto porque come carne.

E sabe o que é mais irritante ainda? Que essas pessoas tem um determinado perfil: são jovens, bem nascidos, fazem yoga do DeRose, universitários. Assim que deixam de ser qualquer uma dessas coisas, eles voltam a comer carne. Porque ser vegetariano quando se tem tudo na mão é muito fácil – quero ver ser vegetariano ganhando mal ou comendo em refeitório de empresa. Dá vontade de dizer: “Meu filho, se daqui há 5 anos você continuar vegetariano a gente conversa”. Palavra de quem não come carne vermelha há mais de 15 anos.

4. Na biologia: o aparelho reprodutor feminino

A natureza estava de sacanagem (no mau sentido, o figurado) quando criou o aparelho reprodutor feminino. Ela deixou todas as vantagens com os homens e todas as desvantagens com a gente. Pra começar, aquela antiga queixa: homens podem fazer xixi de pé, enquanto nós temos que nos equilibrar sobre privadas sujas ou segurar o xixi até encontrar um lugar limpo. E os cuidados, as inseguranças, os micos e os gastos que menstruar todo mês nos causa? Como dizia a minha mãe, pior do que menstruar só parar de mestruar.

Sabia que a muitas doenças venérias ficam invisíveis (e até mesmo assintomáticas) nos homens e se manifestam nas mulheres? Porque a vagina é uma caverna escura e quentinha, perfeita para bactérias. Ou seja, o homem esfrega seu bilau em qualquer lugar e continua ótimo, enquanto com as mesmas bactérias a gente faz banho de assento e toma antibióticos. E os critérios de beleza, que agora invadem o que até pouco tempo era chamado de vergonha? Bigodinho de Hitler, virilha profunda, carequinha… como se já não bastassem todos os cuidados com pernas, axilas e buço, o machão que leva uma mulher pra cama pode se dar ao direito de ter nojinho se encontra pêlos lá?

5. Nas celebridades: Paris Hilton

Menos pela Paris Hilton em si e mais pelo que ela representa. Antes, para se tornar uma celebridade, era preciso se destacar em alguma coisa. Nem que essa coisa fosse somente o rebolado. Hoje em dia é possível ser famoso através da fama. Esse é o caso da Paris Hilton. Ela é famosa por ser famosa. Ela não faz nada, e nas poucas vezes que fez alguma coisa seu desempenho foi medíocre (dizem que até video do boquete é ruim). Ela vive de festa em festa e nem mau exemplo o suficiente é.

Não existem mais limites na tentativa de aparecer. Fico pensando nas pobres coitados que fazem de tudo para serem famosos. Que fazem plásticas esdrúxulas, que aceitam serem filmados 24 h, que topam comer olho de cabra. Hoje em dia, até ser flagrado fazendo boquete é uma honra se o video conseguir causar algum impacto. Porque tem gente que paga pra aparecer, não importa como e nem porquê. No outro extremo, há celebridades tão celebradas que não podem nem pintar o cabelo em paz. Menos, né?

Será que adianta repassar em meme pra alguém? Adoraria ler a irritação de: Ricardo, Anne, Pickler, Ligia, Julie, Queroul e .
Anúncios

7 comentários sobre “Meme das irritações

  1. Hoje estou especialmente irritada, e este seu post veio bem a calhar (cheguei por aqui pela indicação de alguém do Twitter, mas como vou abrindo as janelas freneticamente, não sei mais quem foi).

    Esse negócio de buffet REALMENTE é extremamente irritante. Eu incluiria lerdeza no trânsito (pessoas que andam na faixa da esquerda, mesmo estando lentas.. me dão vontade de passar um trator por cima) e gente que não atende o telefone.

    Atualmente, uma das coisas que mais me irritam são as celebridades de Twitter. Não aqueles que “criaram” o #forasarney, mas outros que se acharam detentores da “chave” do Twitter e ficam discutindo a respeito.

    Boriiiiiiiiiiiing.

    Curtir

  2. HAHAHAHAHAHAHA! Adoro esses posts irritados porque eles sempre se parecem comigo. Bom, sobre os analfabetos funcionais, nem preciso falar nada, você já leu o último post do meu blog.

    Sobre a coisa do restaurante, eu assumo que concordo, mas cara, é dificil pra mim também! Eu nuncanuncanuncanunca me sirvo de salada, o máximo que eu faço – quando faço – é pegar 3 ovos de codorna. Ou 2 folhas de alface. De qualquer forma, fico com vergonha de passar na frente das pessoas e levar esporro. Lá vou eu aturando o master blaster vegetariano cavalo que só come folha… é INCRÍVEL, mas eu sempre fico atrás dum sujeito assim.

    Sobre os vegetarianos radicais, eu nem falo nada. Lá na escola sempre tem os radicais: os vegetarianos, os políticos, os jogadores e comentaristas, as putas, etc. Mas os vegetarianos e os políticos são os que mais me irritam. Dia desses tava tendo briga na escola porque um deles tem colocado cartazes acusando os carnívoros de assassinato. Ah, poupem-me!

    Sobre o nosso aparelho reprodutor, puxa, fica até difícil de falar. A gente gasta quase 5 mil na vida só em absorvente; manchamos roupas e estofados e qualquer lugar próprio para depositar a bunda; temos que regular tudo direitinho pra não aparecer um melequento… Mas o pior de tudo é doença, mesmo. É revoltante. Estava estudando algumas delas no cursinho e ouvi casos horríveis de mulheres que tiveram cândida e foram abandonadas pelos namorados. Detalhe: a mulher pega cândida sozinha! E essas doenças assintomáticas sempre são motivo de término de namoro também. O cara tá doente, você tá doente, mas só você é infeliz o suficiente pra demonstrar fisicamente falando. O que ele pensa? Você andou circulando por aí! A culpa é sua! Olha ali o dele, ele não tem nada!

    E nas celebridades, ah, eu não tô nem aí pra Paris Hilton. 😦

    Curtir

  3. eu vi esse seu post bem de madrugada e pensei 'ai, vou muito roubar. adoro listar irritação.'
    aí cheguei no fim do texto e me vi ali citada! fiquei honrada! 🙂

    vou me irritar no meu blog, te convido pra passar lá depois.
    =***

    Curtir

  4. Top 5 irritações para uma pessoa COMO EU? Cara, como disse Quéroul, seria um post pra sempre se não tivesse a limitação numérica. Só que ando tão irritada CA VIDA de maneira geral, que vou esperar só mais um pouco até postar algo.

    Quanto as suas irritações… Às vezes eu dou umas tarseadas (essa é pra quem assiste a pérola das 8 com a qual Glória Perez nos presenteia de segunda a sábado, às 9 :P) e ouço voices in my head no buffet, GRITANDO, pra eu meter o garfo na lesma da frente. Acho que lerdeza em questões que, PRA MIM, são práticas demais, me irritam.

    E todos os seus outros itens são dignos, mas vou guardar munição pra quando escrever meu meme, já que vc fez o favor de me citar no final da sua postagem o que me obriga a falar do assunto lá naquele blog que só você e Quéroul lêem. Ô coisa irritante isso!

    Curtir

  5. Menina, a reflexão sobre a vagina tem tudo a ver.
    Esse trem só dá trabalho.
    Além dos absorventes e depilações o que mais me irrita é quando o ginecologista indica aqueles cremes maravilhosos, que devem ser aplicados por meio de tubos nada anatômicos… ô raiva!!!

    Curtir

  6. Ri um bocado, principalmente por uma parte. Ai, o problema é que estou sem poder acessar de casa de novo (Deve estar a par; meu monitor pifou) e nesse estado não me sinto à vontade para escrever.

    Mas certamente responderei. E à altura!

    😉

    Curtir

Os comentários estão desativados.