Ah, exposição!

Expor o trabalho é tudo para o artista; conta pontos no currículo, atrai possíveis compradores, dá visibilidade. Para mim, a grande vantagem está em atingir o público. E não estou falando de público em sentido abstrato – o meu público, as pessoas que eu conheço. Uma exposição é a oportunidade de fazer com que as pessoas saibam que eu sou escultora. Afinal, meu marketing pessoal sempre foi uma bosta.

A primeira reação quando digo que sou artista plástica é Oh!. Acho que por detrás deste Oh há muito de não saber o que dizer mesmo. Porque pouco tempo depois do Oh descubro que ninguém sabe ao certo o que eu faço. Para me agradar e mostrar que me valorizam como artista, as pessoas fazem coisas como apontar de mim um São Francisco feito de palha (como seu eu tivesse algo haver com esse tipo de trabalho) ou me perguntarem quanto custa uma fonte. Convidá-las para ver uma exposição é tentar me poupar desse tipo de coisa.

De cada exposição que faço, devo conseguir que meia dúzia realmente veja. Tenho 2 que realmente vão, e um deles é o meu ortodontista. As outras pessoas se dizem emocionadas, juram que vão e depois de tudo terminado se desculpam, dizem que perderam o prazo. Também tem aqueles improváveis, que você convida por tabela e esquece. Um dia ele passa ao lado ou é uma pessoa adora ver exposições e eu nem sabia. Quando reencontro, ele realmente foi. É uma surpresa, nunca dá pra adivinhar quem vai.

Anúncios

3 comentários sobre “Ah, exposição!

  1. É verdade, nunca dá pra imaginar quem vai. Tem uma coisa que aprendi, as exposições coletivas são menos frustantes. Porque aí, a sua mãe vai e a mãe da sua amiga que também está expondo, também vai. Pelo menos já são duas pessoas que viram seu trabalho. 🙂 Aprendi também que divulgar para “o além” dá resultados. Tipo, um cartaz no corredor na faculdade, um convite para o amigo do amigo que vc nem conhece e por aí. Esse povo de vez em quando aparece, e comenta com outros que realmente gostam da coisa. Eventualmente, eles acabam indo. Uma vez uma amiga, acho que por caridade, escreveu algo no jornalzinho do colégio. Uma meia dúzia de bicho grilo apareceu. Mas, enfim, o que eu queria dizer mesmo é boa sorte pra você na exposição! 🙂

    Curtir

Os comentários estão desativados.